Main Page
Main Page
Main Page Main Page
26 | 04 | 2017
Institucional
Publicações
Imprensa
Serviços
Visitas
desde 2004 : 1818024
Online

Temos 35 visitantes e Nenhum membro online

Última atualização: Ter, 18 Abr 2017 - 22:21 GMT+00

Última atividade: Just Added

Sobre o CDS

 

1. Apresentação

O Centro de Desenvolvimento Sustentável - CDS é uma unidade permanente de ensino, pesquisa e extensão da Universidade de Brasília - UnB, vinculada diretamente à Reitoria, por meio do Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação - DPP. É um espaço acadêmico cuja missão é promover a ética da sustentabilidade, por meio do diálogo entre saberes, da construção do conhecimento e da formação de competências.

2. Objetivos estratégicos do CDS:

 1. ampliar a sua atuação nacional e internacional, visando alcançar a excelência acadêmica.

 2. fortalecer, apoiar e ampliar a produção docente e discente do conhecimento e a sua disseminação, com ênfase na interdisciplinaridade.

 3. ampliar a qualidade da formação discente e o número de discentes, principalmente por meio de sua atuação no Curso de Graduação em Ciências Ambientais (criado em 2009).

 4. fortalecer ou criar espaços para a inovação e para a construção da sustentabilidade.

 5. avançar e aperfeiçoar a sua institucionalidade e o seu sistema organizacional.

3. Ensino

Objetivos gerais das atividades de ensino:

1. contribuir para o debate e para a prática científica interdisciplinares, a fim de estimular o avanço do conhecimento sobre as relações entre o meio ambiente e o desenvolvimento;

2) formar recursos humanos qualificados, capazes de desenvolver conhecimentos teóricos e empíricos e aplicar as suas competências na área, visando contribuir para o enfrentamento dos desafios do desenvolvimento sustentável e para as tomadas de decisão em políticas públicas de desenvolvimento socioeconômico, de meio ambiente e de ciência e tecnologia;

3) adotar e incentivar princípios e valores voltados para a ética da sustentabilidade, por meio de processos orgânicos de integração interdisciplinar, afirmando, assim, o compromisso entre o setor acadêmico e a sociedade;

4) Ser um espaço universitário de excelência (atuando de modo integrado no ensino, na pesquisa e na extensão), visando efetivar a reflexão crítica, a construção de ideias e a intervenção na realidade, com base no diálogo entre os diferentes saberes e nas perspectivas sobre a sustentabilidade em suas múltiplas e complexas dimensões.

 

O Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (PPGCDS) foi criado em dezembro de 1995. O seu Curso de Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento, com área de concentração em Política e Gestão Ambiental, admitiu a sua primeira turma em março de 1996. Com a criação do curso de Mestrado Acadêmico, em março de 1998, o programa passou a se chamar Desenvolvimento Sustentável. Ele formou cerca de 167 doutores e 542 mestres até fins de 2012.

O PPG-CDS oferece atualmente dois cursos acadêmicos de pós-graduação (stricto sensu):

(1) Doutorado em Desenvolvimento Sustentável, área de concentração Política e Gestão da Sustentabilidade (primeira turma admitida em 1996; décima oitava turma admitida em 2013);

(2) Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Sustentável, área de concentração Política e Gestão da Sustentabilidade (primeira turma admitida em 1998; décima sexta turma admitida em 2013).

Além disso, o CDS oferece dois cursos de pós-graduação profissionalizantes (lato sensu):

(1) Mestrado Profissional em Desenvolvimento Sustentável, área de concentração Política e Gestão de Ciência e Tecnologia (turma mais recente admitida em 2012; no momento não há previsão de abertura de nova turma);

(2) Mestrado Profissional em Desenvolvimento Sustentável, área de concentração Sustentabilidade junto a Povos e Terras Indígenas, (primeira turma admitida em 2011; no momento, não há previsão de abertura de nova turma).

Eventualmente, o CDS oferece ainda Cursos de Especialização (lato sensu). 12 cursos dessa modalidade foram oferecidos entre 2001 e 2010, com ênfases variadas. Entre outros, foram oferecidos cursos de Educação Ambiental, Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável e Gestão Ambiental Pública. Esses cursos formaram cerca de 420 especialistas.

Entre os doutores e mestres egressos do PPGCDS, 140 mestres e 9 doutores foram formados em sete cursos do tipo Minter (Mestrado Inter-Institucional) e um curso do tipo Dinter (Doutorado Inter-Institucional), realizados em convênio com sete universidades de quatro estados (Bahia, Mato Grosso, Amapá e Amazonas).

O CDS e o PPGCDS fizeram, no fim de 2011, mudanças significativas na estrutura de suas áreas de concentração e linhas de pesquisa. As sete linhas de pesquisa e a área de concentração em Política e Gestão Ambiental que nortearam a atuação do PPGCDS desde a sua criação, em 1995, deram lugar a três novas linhas de pesquisa (ver o item 4, abaixo) e à nova área de concentração Política e Gestão da Sustentabilidade

4. Pesquisa.

O CDS e o PPGCDS têm três linhas de pesquisa:

1 - Políticas Públicas, Cultura e Sustentabilidade

2 - Tecnologia, Consumo e Sustentabilidade

3 - Território, Meio Ambiente e Sociedade

Encontre detalhes sobre as linhas AQUI!

O CDS desenvolve diversos projetos de pesquisa em colaboração com instituições brasileiras e de diversos países. Consulte AQUI a relação dos projetos em andamento ou recentemente concluídos no CDS e/ou PPGCDS, os nomes dos pesquisadores envolvidos em cada um, e os nomes dos parceiros e redes participantes.

5. Docentes e Pesquisadores do CDS e do PPGCDS

O CDS e o PPGCDS têm um corpo de cerca de 45 docentes e pesquisadores. Eles se dedicam a diferentes atividades e têm vínculos variados com o Centro e com o Programa. A lista completa e atualizada até julho de 2013 dos nomes desses profissionais pode ser acessada AQUI!

 

6. Revista

Desde 2010, o CDS edita a revista semestral Sustentabilidade em Debate, cuja missão é publicar textos originais, baseados em pesquisa interdisciplinar, capazes de ter forte impacto nos estudos conduzidos nos campos do desenvolvimento sustentável e nas políticas da sustentabilidade, em escala global. A revista publica artigos, ensaios, resenhas, textos de opinião, debates, entrevistas e galerias de imagens. Em meados de 2013, a revista lançou o seu sétimo número e foi avaliada no nível Qualis B2 pelo Comitê Assessor da Área de Ciências Ambientais da CAPES.

Acesse o site da revista conferir AQUI!

Compartilhe

Veja de onde o CDS
está sendo acessado
Mais acessados
Últimas Notícias